Como sobreviver à Páscoa

Já faz pelo menos um mês que os corredores dos supermercados não nos deixam esquecer que a época mais difícil do ano, para quem em está de dieta, chegou. Sobreviver à Páscoa - sem peso na balança ou na consciência – é um ato de fé e coragem.

Conhecer seus limites também é fundamental. Você é do tipo de pessoa que consegue abrir um ovo, quebrar um pedacinho e seguir vivendo tranquilamente depois disso OU você é do tipo que ao abrir o pacote, NÃO PARA até que a única evidência de que ali havia um chocolate seja o farelinho deixado no papel alumínio? Se você se identificou com a segunda opção: bem vinda ao meu time!!!

Sejamos honestas (e humanas): é difícil resistir. Parece que chocolate em formato de ovo tem um sabor diferente! Mas antes de sair fazendo jejum e pagando penitência, saiba que é possível aproveitar a Páscoa de forma mais leve! Olha só!

A Páscoa acontece em UM DIA apenas. Antes disso, você não precisa experimentar nenhum ovo, a não ser que você seja contratada para isso (melhor emprego do mundo). Não “jaqueie” antes da hora. Celebre a Páscoa, no dia da Páscoa. Ponto final. Siga firme na alimentação equilibrada e mantenha a rotina de exercícios em dia. #dicaÓBVIApravidatoda!

Um livro, dois livros bem grandes assim! Que tal tirar um pouco o foco do chocolate? Proponha que o Amigo Secreto da “fiRRRma” seja com livros, vale-presentes, utensílios de cozinha, porta-retrato do 1,99… QUALQUER COISA… menos chocolate! Entre você também na campanha contra a Extinção dos Coelhinhos de Páscoa. #nãocomacoelhos #freeovosdepáscoa ;-)

Quem disse que cesta de Páscoa precisa ter apenas chocolate? A tradição? Pois crie uma nova tradição! Que tal presentear os amigos e a família com uma cestona bem linda com frutas, nozes, castanhas e outros alimentos saudáveis? Ovo de verdade pode? Claro que pode! Os ovos ganharam uma fama ruim – e muito injusta – nos últimos anos. Sim, é na gema que encontramos colesterol, mas dezenas de estudos vem confirmando que são as gorduras saturadas e trans que causam doenças cardíacas e não o colesterol. #durmacomessebarulho

E tem mais: é na gema onde estão diversos nutrientes como: vitamina A E, K, D (ligada a inúmeros benefícios para a saúde, incluindo o controle de peso!), zinco, ferro e selênio. Na gema também encontramos a Colina, substância derivada de um aminoácido. A Colina é necessária para produção de novas células e na reparação de membranas celulares danificadas.

E se mesmo assim não deu pra resistir a um ovinho de chocolate, não se martirize. Aproveite! Depois de um domingo, sempre vem uma segunda-feira! Ah! Não custa lembrar de mais umas coisinhas:

Prefira o chocolate amargo. Se você ainda não está acostumada ao sabor, comece com as versões com 60% de cacau. O tipo amargo é amigo da dieta, aumentando a sensação de saciedade. #fato A comprovação veio de um estudo publicado em 2011 na conceituada revista científica International Journal of Obesity. Outro benefício do chocolate amargo é a presença de polifenóis e flavonoides – o dobro que o vinho tinto e cinco vezes mais que o chá verde! Essas substâncias antioxidantes contribuem para a circulação sanguínea, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares e derrames.

Em se tratando de ovos de páscoa, tamanho é documento. Prefira os menores. Lembre-se que 100g (equivalente a uma barra) de chocolate ao leite tem cerca de 500 calorias. Eu disse: Q-U-I-N-H-E-N-T-A-S calorias, o que representa quase um terço do consumo diário recomendando para quem está tentando perder peso. Evite também os recheados ou com nozes e passas, pois eles têm mais calorias ainda!

Doe! Se a caridade é o caminho para a vida eterna, doar chocolate então… é garantia de pulseirinha VIP no céu! Não fique com aquela metade de ovo em casa ou no escritório, dando chance ao azar. Tenha em mente o seguinte mantra: o que os olhos não veem o coração não sente. E a cintura agradece! ;-)

25

Mar

Receita de Pesto Detox

Cansada de colocar a couve no suco todo santo dia? Que tal usar a nossa queridinha para fazer pesto? Isso mesmo: Pesto de Couve,  e ele pode ser usado tanto como molho para massas até como pastinha para sanduíches e canapés!

A combinação da couve com o manjericão faz esse pesto muito especial graças as suas propriedades detox! Pois é, além da couve, algumas substâncias encontradas no manjericão inibem a oxidação de lípidos e proteínas e aumentam a atividade de enzimas que auxiliam na desintoxicação do fígado! E tem mais: apenas 2 colheres de sopa de manjericão fresco fornecem cerca de  27% da recomendação diária de vitamina K. A vitamina K é essencial no combate de doenças como a trombose. Além disso, há evidências de que ela seja importante no fortalecimento de unhas, ossos e dentes. 

Então chega de conversa e anotaí!

Ingredientes:

5 xícaras couve manteiga picadinha, sem o caule!

2 xícaras de folhas de manjericão frescos

4 dentes de alho

1/2 xícara de nozes

1/4 de xícara de azeite de oliva

Sal a gosto

1/2 xícara de queijo parmesão (opcional)

pesto de couve
Fonte: FoodFanatic.com

Para fazer é super simples: adicione a couve juntamente com o manjericão, o alho, as nozes e o queijo parmesão (opcional) num processador. Pulse umas 5 ou 6 vezes até ficar tudo picadinho. Ligue o processador na velocidade baixa e adicione lentamente o azeite de oliva. Com ¼ de xícara de azeite, você terá um pesto bem grossinho, uma pasta. Se quiser uma consistência mais fina para usar como molho de macarrão, acrescente mais ¼ de xícara de azeite até o pesto atingir a consistência que você deseja.

E pronto! Essa receitinha pode ficar até 1 semana na geladeira ou se preferir pode congelar por até 3 meses! Maravilha do mundo moderno, né não?

07

Apr

Biscoito bom pra cachorro!

Quem disse que cachorro só pode comer ração? Cachorro pode (e deve!) comer #comidadeverdade também! Não sei se você já reparou que a quantidade de casos de câncer, problemas nos rins e até de dermatites vem aumentando entre os bichinhos. E não é de se espantar… quem aí já olhou o rótulo da ração do seu pet? A grande maioria das embalagens tem um TRIÂNGULO AMARELO e um T. “T” de transgênico. Pois é…

As rações foram criadas para poupar nosso tempo, é verdade… mas essa praticidade toda teve um preço: a saúde dos nossos bichos. Desde que comecei a minha busca por uma vida mais saudável, também acabei me interessando sobre a alimentação natural para cães (tenho 3 lá em Porto Alegre: o Pink, o Ralph e a Lisa!). Um dos sites mais legais sobre o tema – na minha opinião – é o Cachorro Verde. Lá a gente encontra uma série reflexões bacanas e muitas receitinhas legais para os nossos peludinhos. Super vale o clique!

E para estrear o canal da Santa no You Tube (sim agora é oficial, gente! Se inscreve aqui!) fiz uma receitinha que os dogs vão amar e eu espero que vocês curtam também!!

E os ingredientes são super simples, anotaí!

2 xícaras de farinha trigo integral
1/2 xícara de flocos de aveia
1 maçã – (pique a maçã, tire as sementes, coloque no liquidificador, acrescente um pouquinho de água e bata até formar um creme homogêneo)
50g de queijo ralado
2 colheres de sopa de mel
1 ovo orgânico grande
Modo de fazer: Misture todos os ingredientes até formar a massa. Se ela ficar muito mole, vá acrescentando aos poucos mais farinha integral. Estique a massa numa superfície polvilhada com farinha de trigo refinada. Corte com o cortador. Coloque numa forma anti-aderente e leve ao forno a 180 graus por uns 20-25 minutos. Tá pronto! E nem precisa assoviar, porque o cheirinho já vai chamar a galerinha!!

Ahh… Vale lembrar que esses agradinhos só podem ser consumidos por cães saudáveis, sem diabetes, por exemplo. Na dúvida, consulte uma nutr… quer dizer, um veterinário! ;-)

Melanie e suas famosas orelhinhas! <3

Melanie – a estrela do vídeo – e suas famosas orelhinhas! <3

11

Mar

Página 1 de 4812345678Última »