Sobre o amor e o peso na balança.

Esse mês completou um ano que eu levei o fatídico #pénabunda. (Perdeu o babado? Clica aqui.) Na época, algumas pessoas pensaram que eu tinha iniciado a dieta por causa da desilusão amorosa. Nada disso! O processo de reeducação alimentar havia começado bem antes… e quando eu estava quase lá, faltando pouco para voltar ao meu peso original, tomei um fora.

Não que eu fique contando o aniversário do fim de relacionamento, gente… mas é que o novo tema da blogagem coletiva* me fez pensar a respeito de um dos maiores mitos sobre o emagrecimento: o de que estar magra nos fará felizes, completas e realizadas. A vida vai ser linda e colorida como num conto de fadas. A ilusão é a mesma até para quem não está num relacionamento: “quando eu emagrecer vou encontrar o cara certo” ou “quando eu estiver magra ele vai olhar pra mim”. Em outras palavras, a gente acredita que ao controlarmos o nosso peso, seremos dignas e merecedoras de carinho e atenção. Acreditamos que a magreza vai nos dar superpoderes incríveis e com ela estaremos livres da rejeição, da dor e do sofrimento. Então, inconsciente (ou não) nossa vida passa a girar em torno do peso, da balança e da comida.

Pois eu emagreci e levei um pé na bunda. Cadê conto de fadas, produção? ;-)

Parece clichê, mas é a mais pura verdade: pessoas vem e vão não importa o nosso peso. E quem não gosta de você com 100kg, não vai gostar de você com 60kg. Quem fica, não fica porque você entra numa calça 36. Fica pelo seu humor, pela sua risada, pelo tom da sua voz… Uma vez li uma frase que dizia que a beleza só importava nos primeiros 15 minutos. Depois era preciso  ter algo mais para oferecer. E faz todo sentido. Claro que emagrecer nos traz uma sensação de auto-confiança e pode até ajudar na nossa autoestima. Mas emagrecer não nos livra das desilusões de qualquer tipo, muito menos das amorosas.

O único amor que não pode nos abandonar é o AMOR PRÓPRIO. Quando a gente realmente entende isso as coisas ficam mais leves. Porque esperar até perder peso suficiente para merecer carinho, atenção e respeito é um total desperdício da vida que se tem hoje. E se pensarmos bem, a vida que a gente tem hoje é a única vida que existe!

18542-Love-Yourself-First
 
* Esse post faz parte de um projeto de BLOGAGEM COLETIVA. O Santa e mais 7 blogs estão reunidos para discutir diferentes temas sobre os altos e baixos do emagrecimento. Dessa vez falamos de “Peso, sexualidade e amor”. Confira a opinião das outras bloggers. Participe, comente e sugira novos assuntos pra gente! 

fit

23

Apr

Receita de Pesto Detox

Cansada de colocar a couve no suco todo santo dia? Que tal usar a nossa queridinha para fazer pesto? Isso mesmo: Pesto de Couve,  e ele pode ser usado tanto como molho para massas até como pastinha para sanduíches e canapés!

A combinação da couve com o manjericão faz esse pesto muito especial graças as suas propriedades detox! Pois é, além da couve, algumas substâncias encontradas no manjericão inibem a oxidação de lípidos e proteínas e aumentam a atividade de enzimas que auxiliam na desintoxicação do fígado! E tem mais: apenas 2 colheres de sopa de manjericão fresco fornecem cerca de  27% da recomendação diária de vitamina K. A vitamina K é essencial no combate de doenças como a trombose. Além disso, há evidências de que ela seja importante no fortalecimento de unhas, ossos e dentes. 

Então chega de conversa e anotaí!

Ingredientes:

5 xícaras couve manteiga picadinha, sem o caule!

2 xícaras de folhas de manjericão frescos

4 dentes de alho

1/2 xícara de nozes

1/4 de xícara de azeite de oliva

Sal a gosto

1/2 xícara de queijo parmesão (opcional)

pesto de couve
Fonte: FoodFanatic.com

Para fazer é super simples: adicione a couve juntamente com o manjericão, o alho, as nozes e o queijo parmesão (opcional) num processador. Pulse umas 5 ou 6 vezes até ficar tudo picadinho. Ligue o processador na velocidade baixa e adicione lentamente o azeite de oliva. Com ¼ de xícara de azeite, você terá um pesto bem grossinho, uma pasta. Se quiser uma consistência mais fina para usar como molho de macarrão, acrescente mais ¼ de xícara de azeite até o pesto atingir a consistência que você deseja.

E pronto! Essa receitinha pode ficar até 1 semana na geladeira ou se preferir pode congelar por até 3 meses! Maravilha do mundo moderno, né não?

07

Apr

Página 1 de 4912345678Última »