Receita de Pudim de Chia

Muitas pessoas já me escreveram pedindo dicas de cafés da manhã rápidos e práticos. “Tamo junto” galera do botão soneca!!! Aí eu lembrei de uma receita que eu faço há tempos, mas nunca tinha dividido aqui no blog, só no instagram (me segue lá? @santadieta) e é tão simples que dá até vergonha de chamar de receita! É #CulináriaIntuitiva pura e aplicada! ;-)

Eu faço a noite e deixo na geladeira. A chia precisa de um tempinho até soltar um gel que dá a consistência de “pudim”. Este gel (ou gelatina) é criado a partir da fibra solúvel que ela contém e que contribui para o trânsito intestinal, além de aumentar a sensação de saciedade. Daí que vem a fama de que a chia é ótima para quem quer emagrecer!

E fica assim: 

pudim de chia

Ingredientes:

8 colheres de sopa de chia

200 ml (1 copo) de leite de coco ou leite de amêndoas

1 colher de chá de essência natural de baunilha

Preparo:

Num vidro, coloque a chia, o leite de coco e a essência de baunilha. 

Com uma colher misture bem!!

Tampe e leve a geladeira para descansar até o outro dia.

#SANTADICA: Não precisa adoçar! A baunilha já faz esse serviço, como a gente aprendeu nesse post aqui.

De manhã é só fazer a festa com as frutas que você tiver em casa: manga, morango, banana, frutas vermelhas, mamão… o que quiser!

Eu sou fã dessa micro-sementinha, porém é preciso lembrar que sozinha ela não faz milagres. Na verdade, a chia é até calórica: uma colher de sopa tem 70 calorias. Mas aqui no Santa a gente não conta calorias e sim VALOR NUTRICIONAL dos alimentos. Só pra gente ter uma ideia um copo suco de laranja natural, por exemplo, tem 113 calorias enquanto a mesma medida de um refrigerante de limão, tem 115. Quase nada de diferença, né? Agora dá uma olhadinha na quantidade de fibras, vitaminas e, no caso do refri, quantos aditivos químicos ele tem??? Pois é… 

Com a Chia é a mesma coisa. Apesar de calórica, essa pequena notável tem:

 

mais cálcio que o leite.

 

 

 mais ômega-3 que o salmão.

 

 

mais magnésio que o brócolis.

 

 

 mais ferro que o espinafre.

 

 

Além de 9% da proteína recomendada (por dia) para um adulto e 95% do fósforo, em apenas 1 colher!

 

30

Oct

6 dicas para evitar o sono depois do almoço!

Se você achava que a parte mais difícil do dia tinha sido levantar da cama pela manhã, é porque você ainda não almoçou!! Nada é mais difícil do que manter os dois olhos bem abertos depois do almoço! É normal sentir uma queda de energia nesse horário… afinal nosso relógio biológico diz uma coisa e o “capitalismo selvagem” quer outra!

A boa notícia é que existem maneiras de melhorar aquela sensação de moleeeeza através da nossa alimentação e de pequenas mudanças de hábitos. Agora eu só espero que você tenha forças de ler esse texto até o fim!! ACORDA, MENINA!! 

1. Reduza o consumo de carboidratos simples e evite doces de sobremesa!

Carboidratos simples, doces ou outros alimentos com alto índice glicêmico causam picos de açúcar no sangue. Quando eu engordei os 15kg, eu tinha entrado nesse ciclo vicioso. A sobremesa e o docinho no meio da tarde me davam aquele gás, mas como a insulina faz o seu trabalho, logo o açúcar do sangue caía novamente (muitas vezes a níveis mais baixos do que antes de comer). Resultado: sono e cansaço. Diminuir o consumo de doces reduziu não só a moleza no meio da tarde, mas também o meu peso! ;-)

2. Mais proteína no prato!

A proteína atua como um estabilizador no nosso organismo, fornecendo energia de forma mais consistente e evita picos de açúcar no sangue. Mas nada de encher o prato à la caminhoneiro marombeiro, hein? Comer proteína demais também sobrecarrega nosso sistema digestivo e nos deixa mais cansados e sonolentos. Coma para matar a sua fome. Nem mais, nem menos do que isso!

3. Chá no lugar do cafézinho!

A cafeína presente no café e no chá atuam de maneiras muito diferentes. O café produz uma ascensão rápida do estado de alerta, seguido por um declínio também acentuado desse efeito. Já o chá (aqueles que contém cafeína, como o chá verde), também causam essa reação, mas possuem um aminoácido chamado L-theanina, que retarda a libertação de cafeína, criando um efeito mais moderado, mas também mais prolongado de alerta. 

4. Vá tomar um ar!

Mas nem precisa falar que não é pra fumar um cigarrinho, né? É pra pegar um solzinho, espairecer… Ficar confinado o dia inteiro não faz nada bem. “Lagartear” como a gente diz no sul quando ficamos paradinhos no sol, não é uma bobagem. Nosso corpo precisa disso para muitos processos, entre eles a gestão do ritmo circadiano (também conhecido como relógio biológico), que informa ao nosso cérebro quando a ser ativo e quando dormir. Então tire uns minutinhos, vá lá fora e mostre para o seu corpo que ainda é dia e que você precisa entregar aquele relatório até as 18h! ;-)

5. Beba mais água!

Sempre bom lembrar que o corpo humano é composto 60% de água e a água é fundamental para inúmeros processos fisiológicos, incluindo a digestão, o funcionamento dos nervos e a concentração. O “tico e teco” dependem de água para funcionar e transmitir pensamentos e informações. Portanto, se você está lutando para ler essas linhas… BEBA ÁGUA, você pode estar desidratada. 

6. Durma mais de seis horas por noite!

E se mesmo seguindo todos esses itens a risca você ainda estiver lutando contra o cansaço durante a tarde… seu problema pode estar a noite. A gente pode até pensar que consegue viver dormindo pouco, mas a natureza é sábia e não entende que aquelas reuniões chatíssimas são importantes para a sua promoção e quando você menos espera vai estar piscando pesaaado na frente do seu chefe! Então certifique-se que você está dormindo pelo menos 7-8 horas por dia. E vale tirar um cochilinho para alcançar essa meta, viu?

sono

29

Oct

Página 1 de 6912345678Última »