Eu confesso: sou uma Diet Victim

Possívelmente você já ouviu falar em Fashion Victim, aquela pessoa “incapaz de identificar limites da moda e que se deixa levar pelo consumismo desenfreado”. Já o meu caso é um pouquinho diferente: eu sou uma Diet Victim. Já experimentei de tudo: de quitosana, passando por Herbalife e até Ração Humana. Só Deus sabe quantos milhares de reais eu já gastei em produtos com poucos estudos e/ou pouca eficácia comprovada. A ânsia por emagrecer e o apelo comercial desses produtos muitas vezes nos fazem perder a razão.

O último produto “milagroso” que comprei foi o tal de ÓLEO DE COCO.  A sua eficacia vem dividindo a opinião de diversos profissionais da área de saúde e a verdade é que ele não é um óleo comum. Ele é rico em triglicerídeos de cadeia média. O que são os  triglicerídeos de cadeia média (TMC)? São uma espécie de gordura facilmente convertida em fonte de energia.

E é justamente aí que está a controvérsia.

A favor do óleo de coco está o fato de que ele é um alimento funcional, cheio de propriedades interessantes como ação anti-oxidante e bactericida. Por outro lado, algumas pesquisas mostraram que em animais, o óleo de coco aumentou o LDL (colesterol ruim) e os depósitos de gordura no fígado. LDL e gorduras saturadas andam de mãos dadas. Rico em gorduras saturadas, o óleo de coco tem cerca de 51% do valor permitido para uma dieta de 2000 calorias, em apenas uma colher. A recomendação é que nossa alimentação seja composta de 25 a 30% de gorduras, sendo que no máximo 7% devem vir das saturadas. 

Já nas pesquisas em humanos – realmente – houve emagrecimento. Mas o uso do óleo de coco foi acompanhado de reeducação alimentar e exercícios, o que por si só já implicaria em perda de peso. Outro fator contra o óleo de coco é o alto valor calórico. Com 110 calorias por colher de sopa, ele é mais calórico do que a manteiga. Se você seguir a  recomendação de consumir cerca 30-45ml por dia estará ingerindo entre 220 ou 330 calorias. Para se ter uma ideia, o “pão carne e queijo” do Mc Donalds tem 295 calorias!!!

Por saber  do meu colesterol alto e pelo o amor que tenho pelo meu fígado (alô birinights!), decidi excluir o óleo de coco da minha cozinha. Mas o que fazer com aquele pote cheio, que me custou a bagatela de 40 reais?

- Vanessa, o que esse óleo de coco tá fazendo no banheiro?

- Tô usando como hidratante!

- O quê???

Isso mesmo! 100% natural, o óleo de coco extravirgem não contem nenhum produto químico – ou seja, não estamos intoxicando nosso organismo com substâncias perigosas. O uso dermatológico é recomendado para todos os tipos de pele (exceto, é claro, para os alérgicos ao coco!). O resultado você vê na hora: pele extremamente macia, viçosa e com um cheirinho delicioso. Levei até elogio do namor que me chamou de “balinha de coco”. Óóóinnn! ;-)

E tem mais!

Que Moroccan Oil o quê!! Quer deixar seus cabelos brilhantes e saudáveis sem ter que gastar muito? Então experimente passar o nosso  “Brazuca Oil” nas pontinhas, deixe agir por alguns minutos, lave e pronto!

 

30

Nov

  1. wilma 26/01/2013 às 15:07

    Pra mim é tudo novidade o que disse aí sobre o óleo de coco, só tenho ouvido falar bem dele, embora sei que tudo nessa área é meio modismo, acaba que não ajuda só atrapala, mas daí a achar que é melhor usar a manteiga,achei meio forte,kkkk. Sendo assim, só me resta usar o Nujol para cozinhar, já condenaram o Canola…afemaria!!!!

  2. Rute 25/02/2013 às 23:19

    Bem antes de saber que oleo de coco era bom para emagrecer, já usava ele no cabelo, e realmente é muito eficiente…nunca experimentei e nem tenho vontade, agora com as dicas da van….deixa ele pra passar no cabelo mesmo..rsrsrs

    • Vanessa Musskopf 26/02/2013 às 14:52

      Fiquei feliz em saber que não sou a única fã do óleo de coco pro cabelo! É divino!
      Bjaoo

  3. simone albano 18/05/2013 às 21:29

    Gostaria de saber o que realmente resolve?
    Preciso emagrecer mas já tenho mais de 39 sendo assim meu metabolismo é mais lento…faço atividades fisicas,tomo colageno,oléo de coco,chia,chá verde…enfim mas parece nao dar resultado. só nunca tomei shake. Tenho 4 filhas lindas,quero ser exemplo para elas de batalhadora,forte,maezona curuja,e de mulher bonita e magraaaa!

  4. luciana pupe 21/05/2013 às 09:37

    Adorei o blog!!! tô nessa.. academia direto e comendo de tudo um pouco.. tem que funcionar!! Bjão!!!! LuPupe (de Porto Alegre – nossa adorável terrinha…!!)

  5. Vanessa Ferreira 25/05/2013 às 13:05

    Adorei, mto legal a ideia o oleo no corpo e o realismo que trata o tema. Acho que todas que vivemos de dieta ja passamos por essa situacao.

  6. Anna 28/09/2013 às 13:18

    Ola Vanessa! Nunca acreditei em nenhum produto ou alimento que tenha o poder emagrecedor. Fui a uma nutricionista homeopata que pediu para cozinhar com oleo de coco,como ha mais de 15 anos eu uso pouquissimo olei,algo em torno de 1 colher de cha por dia,para refogar os temperos estou usando,porque ela disse que ajuda o corpo a queimar gordura,como o abacate e as castanhas,claro que uso o minimo possivel,mas aqui em casa todos nos emagrecemos com os ajustes que a nutricionista fez em nossa alimentacao,meu marido e filha nao precisam emagrecer,ainda assim emagreceram,e eu ja perdi 1,2 em uma semana,faco exercicios claro,enfim,nao acho que o oleo de coco aumente o cholesterol ou faca mal,ja gordura de qualquer especie em excess acho que nao convem.
    Bjs

  7. Tahone 22/12/2013 às 14:54

    Eu uso direto o óleo de coco nos cabelos! Inclusive não uso só nas pontas, passo no cabelo inteiro e na raiz e massageio bem. Ai coloco uma toalha quente por uma hora e depois lavo BEM. Resultado: cabelos lindos!!! bjoss

  8. maria de lourdes 22/01/2015 às 20:04

    Amei seu blog. Parabens!!!!!!Bjss