Fitness: muito além do corpo

O que é fitness para você?

Na versão atual e orkutizada do termo, ele pode ser resumido em uma só palavra: MAROMBA. Mas o significado de fitness vai muito além. De acordo com o bom e velho dicionário, a palavra “Fitness” significa aptidão física e/ou bom condicionamento. Em nenhum momento fica determinado que um bom condicionamento precisa necessariamente ter a forma de “barriga zero” ou “bunda dura”. 

Lembrei de uma série de fotos do fotógrafo Howard Schatz, que minha amiga Paula me mostrou. Nesse ensaio ele mostra 125 de atletas – a maioria olímpicos – e seus diferentes corpos. Além das diferenças genéticas, a gente pode perceber através das fotos o quanto cada tipo de corpo se adapta melhor (e também se molda) aos diferentes esportes e suas exigências. Dá só uma olhada!

different-body-types-olympic-athletes-howard-schatz-5

Os corpos da Ginástica olímpica, Salto em Altura, Trampolim, Salto em Altura, Salto Triplo e Luta.

different-body-types-olympic-athletes-howard-schatz-1

O limite está na nossa cabeça e não nosso corpo!

different-body-types-olympic-athletes-howard-schatz-2

Nessa foto dois corpos se destacam, o da bodybuilder Kim Chizvsky e da levantadora de peso Cheryl Haworth. Ambos são exemplos extremos e apesar do senso comum nos dizer que corpo mais magro é sinônimo de saúde, eu não me arriscaria afirmando isso. É claro que estar acima do peso é perigoso para a nossa saúde, mas…

Uma foto não serve para dar um diagnóstico da saúde de ninguém! 

O instagram é a prova disso. Milhares e milhares de perfis “instafitness” exibem corpos esculpidos a base de muita proteína e sabe-se lá mais o que…  Não vejo nada de errado em buscar um corpo bonito. Mas para mim, corpo não é um objeto que serve apenas para ostentar um biquini. Corpo é um meio, um veículo pra gente poder aproveitar a vida e “equilíbrio” deveria ser a palavra a guiar nossas vidas, nossos relacionamentos, nosso trabalho, nossa dieta e – principalmente – nossa relação com o corpo.

different-body-types-olympic-athletes-howard-schatz-6

Os diferentes corpos da corrida: loga distância, maratona, decatlo e 800 metros rasos.

different-body-types-olympic-athletes-howard-schatz-7

Os diferentes corpos da neve e da água: ski, patinação artística, hockey e polo aquático.

different-body-types-olympic-athletes-howard-schatz-16

Os diferentes corpos da ginástica: rítmica, olímpica e do salto em altura.

different-body-types-olympic-athletes-howard-schatz-8

Os corpos do Arremesso de Disco, Lançamento de martelo, de dardo e de peso.

Olhe de novo as fotos do post e veja quantas formas de corpos existem. Howard e seus atletas nos fazem lembrar que a diferença é fundamental, principalmente no esporte! E apesar dessas diferenças, vemos força e beleza em cada uma dessas pessoas. Agora pensem comigo: e se a gente parasse de querer CONSERTAR os nossos corpos? Parasse de querer moldá-los a inspirações que em nada tem a ver com a gente, com o nosso ritmo de vida, com o nosso biotipo e procurasse ressaltar aquilo que a gente tem de melhor? Eu, por exemplo, sei que não sirvo para ser bailarina clássica ou ginasta, alta e desengonçada do jeito que eu sou, mas fui uma ótima jogadora de vôlei nos tempos do colégio! E hoje, eu adoro esportes que demandem força. Esse é jeito que encontrei de extravasar todo o stress do dia a dia. Esse é o jeito que eu encontrei de ser “fitness”.

E se a gente assumisse que não dá pra ser perfeita, mas dá para ser quem a gente realmente é? Essa é uma revolução que vale a pena encarar!

 

23

May

  1. 23/05/2014 às 15:37

    Sempre arrasando! ;)

  2. Rubia Santos 23/05/2014 às 17:02

    Parabéns!! A melhor matéria que já li até hoje sobre o assunto.

  3. Queli 23/05/2014 às 17:18

    Querida Vam, esse post não poderia ser mais oportuno…Seria hipócrita se afirmasse que não quero uma barriga chapada e um bumbum lisinho sem celulites, mas sempre repeti o mantra:o que quero para minha velice???Durante muito tempo comi mal e não me exercitei e colhi os frutos(10Kg e glicose no limite para ser diabética :() Entretanto qdo a ficha caiu e vi minha mãe com cálculo ma vesícula e minha irmã mais nova com colesterol e pensei é isso que quero para mim???Quero ser saudável, magra, ativa e não tomar remédios!!!!!Pouco provavel que eu vá ter um bumbum igual ao da Juju Salimene e muito menos a barriga da Bella Falconi, tenho a barriga da Queli, tb sou descendente de europeus e sou uma mulher grandona e ossuda(KKKKKK), mas o que tiro de lição ser saudável é tudo, mas se quiser comer um chocolate e for possivel, pq não???A vida é muito mais que um micro biquine!!!!Até pq estou velha demais para tentar a carreira de modelo, desculpe pelo jornal kkkkk bjs linda!!!

    • Vanessa Musskopf 23/05/2014 às 17:43

      Queli querida tua história é muito parecida com a minha (inclusive a parte de ser grandona e ossuda! hahaha). Sou dessa teoria de que temos que buscar a saúde, o corpo virá de “brinde”!! Nao tem nada de errado querer tem um corpão, mas um corpão que esteja em harmonia com o nosso biotipo! Além disso, é sempre importante lembrar que nosso corpo esta em constante trasformação, seja pelo passar do tempo, da materninada ou pelos estímulos que a gente dá…E que os estímulos sejam sempre de saúde!!
      Bjao bjao

  4. Carol 23/05/2014 às 17:36

    Até compartilhei! Como sempre, sensata e lúcida! Parabéns!!

  5. Mariah 23/05/2014 às 21:03

    Sempre muito oportuna ,sensata , inteligente, sensivel e nos fazendo olhar pra nós mesmas com olhos de realismo e amor .
    Obrigada pelas palavras corajosas e incentivadoras .

  6. luciana 23/05/2014 às 21:29

    Amei a matéria! Van, sempre show de bola! Para mim, malhar é uma forma de extravasar toda a carga de responsabilidade que me é confiada todos os dias, sem qualquer pretensão de ter um corpo escultural, só saudável (= fitness) resultado: durmo e acordo melhor, rendo mais no trabalho, fico mais disposta. Tudo isso aliado a uma boa alimentação (#comacomida, né Van!). Eu quero o mesmo da Queli: ser saudável, ativa e depender o menos possível de remédios. Emagrecer, é consequência dos exercícios e da boa alimentação. Eu chego lá! Todas nós! Bjo, Van!

  7. Paula Soares 25/05/2014 às 23:54

    Aaaaw! Obrigada pela menção :)
    Excelente post, concordo 100% e ja vou compartilhar la no #comendosemculpa (que aliás, está sentindo sua falta rsrs)
    Beijão Van!
    Sucesso!!! ^_^

  8. Manuela 31/05/2014 às 23:15

    Vanessa adorei o teu post, realmente cada dia me assusta mais a neura que as mulheres tem com o corpo. Amo o instagram mais cada dia sinto o mundo se tornar fitness. Cada dia tem menos gente se cuidando e fazendo exercício por saúde e mais gente abusando de todo tipo de químicos para ficar bonitos para os outros. Eu tenho uma filha de um ano e me preocupa o novos padrões de beleza que a sociedade tenta nos impor. Hoje a mulher tem que ser bem sucedida, ter um corpo sarado, ser mãe e se privar de muitas coisas gostosas. Parece que o normal e comer panqueca de whey e o errado e comer uma fatia de bolo sem sentir culpa. Este desabafo todo é por que acho maravilhoso teu blog por que fala de assuntos que eu me sinto representada.
    Continua assim! quem sabe cada dia mais as pessoas se dem. conta que se aceitar e se amar e muuuuito mais importante do que os outros posam achar do nosso corpo.

    P.D: desculpa meu português ruim, moro no Brasil mais sou estrangeira.

  9. Aurelia Cavalcante 31/05/2014 às 23:24

    Uma das melhores coisas que descobri este ano foi o seu site! Temos que cuidar sempre da nossa alma, corpo e mente. Pode ter certeza, ler seus textos faz muito bem para minha alma! Muita saúde, sabedoria e tudo de bom que esta vida pode nos proporcionar! Ah, e claro, muitas inspirações para escrever mais coisas boas para todas nós!