Muito além do #projetoverão!

Ao ligarmos a tv, ao abrirmos uma revista e até mesmo no instagram (me segue lá: @santadieta!) somos bombardeadas com milhares de mensagens de que nossos corpos são #projetos. Mas eles não são projetos… Nossas vidas são. Nossos sonhos são. 

O corpo nada mais é do que um instrumento para viver a vida, mas nós passamos tanto tempo obcecadas e obsessivas com o corpo – como se ele fosse a ÚNICA coisa que temos a oferecer ao mundo – que chegamos a acreditar que é através daquela maquiagem, ou do mais novo tratamento estético, ou por entrar numa calça 36 que vamos nos sentir bem e felizes para sempre.

Mas a verdade é que não existe “linha de chegada” para os padrões de beleza e cada vez mais ficamos presas a um espartilho mental que reduz e desqualifica nosso potencial, nos fazendo sentir inseguras, inedequadas e infelizes com a gente mesma. É como se a gente nunca fosse suficiente.

E aí eu vi esse vídeo…

 

… e me dei conta de uma das coisas mais incríveis que aconteceram comigo desde que eu parei de fazer dietas, criei o blog e passei a praticar esportes: EU COMECEI A GOSTAR DO MEU CORPO. Não porque eu emagreci apenas. Claro que foi ótimo ter perdido 15kg e ter voltado a entrar nas minhas roupas 40/42. Mas – principalmente – porque eu passei a dar valor ao que eu podia FAZER ao invés de simplesmente do que eu podia PARECER.

Eu tenho 31 anos, muito mais celulites e estrias do que eu tinha há 10 anos atrás, meu braço balanga quando eu abano e eu “sento e dobra”. Ou seja, gostar do meu corpo HOJE não tem nada a ver com APARÊNCIA e sim com AUTOESTIMA. E esse sentimento eu devo MUITO a atividade física.

Saber que a gente pode correr aquele quilometro a mais, que a gente consegue fazer aquela série monstra no CrossFit, dançar sem errar um passo ou fazer um gol é BOM DEMAIS! E você nunca vai saber o quão longe você consegue ir, se ficar presa ao reflexo do espelho ou ao que os outros vão pensar ao verem suas celulites enquanto você corre.

Se você esteve até agora com vergonha de praticar algum esporte por motivos de: você sua como uma porca, fica balançando mais que um pudim ou fica tão vermelha quanto um pimentão… Minha querida: BEM VINDA AO TIME!!! Nós – mulheres reais – suamos, balançamos e ficamos vermelhas mesmo. E-D-A-Í-? Foque seus objetivos nas habilidades que você quer conquistar e não se preocupe tanto em como vai estar o seu cabelo durante a aula. Cê tá linda!!

Use o seu corpo como o instrumento que ele realmente é e você vai sentir e entender uma das coisas mais libertadoras dessa vida:

VOCÊ É MUITO MAIS DO QUE UM CORPO!

14

Jan

  1. Tatiane 14/01/2015 às 21:56

    Me afino com o jeito q vc descreve as situações, concordo e assino em baixo.
    Abraço.
    Tati.

  2. Diana 14/01/2015 às 23:39

    <3 <3 <3 <3 <3

  3. Mirian 15/01/2015 às 01:09

    Van
    Cê tá linda
    Cê é linda
    Cê é tudo

  4. Stefania 15/01/2015 às 09:47

    Como não amar essa mulher? Hein? HEEEEEIN?! Obrigada pela motivação! É ótimo se sentir assim! Nada como conseguir saltar, se superar, brigar com seus limites (que muitas vezes te amarram e não te deixam ir em frente)!
    Lindo post!

  5. Paola 15/01/2015 às 12:44

    Van, tu nem sabe como isso me injetou ânimo! Vou ficar de olho nessa campanha porque acho que vem mais coisa interessante por aí. Que alívio de ver corpos reais fazendo exercícios reais. Coisa boa!

    Um beijo!

  6. Milena 15/01/2015 às 15:02

    Faz mais de um ano que iniciei uma rotina de exercícios, que não abro mão por nada desse mundo. Já passei pela hidroginástica, hidrobike e agora estou na natação, juntamente com o pilates e uma corridinha aqui, outra alí, na “acadimia” mesmo. Nunca tinha corrido na rua, nunca tinha conseguido alcançar meus pés qndo me alongava. Hoje em dia, qndo alongo, encosto nos pés!!! Minha coordenação motora já melhorou mto, tmbm!
    Outro dia, acordei cedo nas férias e saí pra correr, sozinha, enquanto meu marido dormia. E foi a coisa mais deliciosa do mundo! A sensação de que teu corpo responde aos estímulos que tu dá, o sentimento de que tu consegue ir um pouco mais além…..isso tudo não tem preço! E sim, a partir daí, a gente se sente mto mais linda, mto mais de bem com o próprio corpo, pq ele te responde a cada desafio, e te agradece pelo carinho de se exercitar. Concordo, não é só a aparência que conta, mas a mudança que ocorre dentro de ti <3

  7. ☾ LUA ☾ (@EuCrioModa) 16/01/2015 às 00:07

    Adorei o video e adorei o texto, obrigada pelo maravilhoso blog ^^

  8. Laís 16/01/2015 às 10:57

    Oi! Recentemente encontrei seu blog(No ócio do meu trabalho fuçando na internet) e… amei a forma como você escreve! Parece que estamos conversando. Esse seu post foi um tapa na minha cara, tão grande! Ontem combinei de caminhar com meu namorado. Coloquei a legging, a camiseta que vai no joelho e o tênis encostado e quem disse que saí do quarto? Comecei a chorar de ver o estado elefantoso do qual me encontro, meu namorado ficou sem entender nada e no fim fiquei parecendo uma criança emburrada reclamando.
    Li isso e agora, e no fundo você tem razão. Nós abraçamos a figura que a mídia impoe.. e tudo que vai ao contrário disso faz nós parecermos umas monstras. Se não fosse o corpo, seria o cabelo. Se não fosse o cabelo, seriam as unhas. Acabamos por se afundar numa figura que desejamos ser e não vivemos nada. Todo mundo transpira, todo mundo tem dificuldade em algo, todo mundo não consegue alguma coisa… Se não tentar e parar de pensar em como a franja gruda na testa com o suor.. não vivemos com alegria.
    Parabéns pelo blog! Adorei e já fucei por tudo.
    Beijo!

    • Vanessa Musskopf 16/01/2015 às 12:13

      Oi Laís! Bem vindaa!!
      Sei exatamente esse teu sentimento… já passei por isso tb!! E foi (e ainda é) um trabalho durooo lutar contra essas imagens que a midia nos impoe! Tem um livro que eu gosto muito O MITO DA BELEZA, de uma escritora chamada Naomi Wolf (se puder leia!!), em que ela fala: “nós mulheres fomos ensinadas a nos ver como imitações baratas das fotos de revista, quando na verdade as fotos de revista são imitações baratas das mulheres de verdade”. Não é lindo isso?? Pois é praticamente impossível se sentir representada hoje em dia e por isso precisamos trabalhar mto pra construir nossa autoestima, pq sem ela a gente ta perdida!!
      Beijão e tamo junto!!

  9. Tatiana 19/01/2015 às 10:37

    Adorei esse post. O mais engraçado é que é exatamente assim que me sinto! E é assim que devemos realmente pensar. :) Adorei.

  10. Patty 25/01/2015 às 16:19

    Um segredo que eu queria contar para as pessoas é que depois que a gente chega na tão sonhada calça 36/38 a vida não se transforma em um conto de fadas e nem tudo fica perfeito. Digo isso pq essa era minha visão desde que tenho lembrança da minha existência e parece ser o que muita gente pensa também.
    Me ajuda muito pensar que eu não sou apenas um corpo, sou muito mais que isso. Infelizmente ainda sofro horrores com o espartilho mental, tento me lembrar das minhas conquistas diariamente e parar de me comparar com outras pessoas, só isso ajuda bastante.

  11. Mônica 27/01/2015 às 12:34

    Eu queria saber se a água de Coco pode ser substituída por alguma fruta, como por ex: o abacaxi, melão?

  12. Rute 31/01/2015 às 20:18

    Oiii Van!
    Nossa que texto incrivel, lendo esse texto confesso que fiquei com um nó na garganta sabe…ainda não consigo ter toda essa autoestima, mais saber que tem pessoas que se sente como a gente e muito bom! Estou aprendendo muitooo e com certeza e com tudo que vc disse concordo plenamente, temos que nos aceitar e sermos felizes como somos!

    Obrigada sempre!

  13. Yamily 25/02/2015 às 15:12

    Oi Vanessa, vi a sua historia no site Vilamulher, eu sai la também e amei visitar o seu blog, tudo muito lindo, assuntos interessantíssimos, agora vou sempre ficar vindo aqui. Um beijão! ;-)

  14. Tânia 04/03/2015 às 10:27

    tô te amando!!!! muito legal este site! parabéns