Sabotadores da dieta: Happy Hour

Depois de uma semana de stress, você finalmente senta no bar para relaxar com os amigos, sem ter a preocupação de acordar cedo no dia seguinte. O papo rola solto, as risadas, as fofocas… mas também os aperitivos. Você já parou para pensar que o Happy Hour de sexta-feira pode ser um dos vilões da sua dieta? Fique ligado!

Eis algumas estratégias para fazer um Happy Hour mais saudável! Vem comigo!

Fonte: AllPosters.com

 

5 DICAS PARA UM HAPPY HOUR SAUDÁVEL:

1. Planejamento – Estar de dieta é difícil, mas isso não significa que você vai abrir mão de se divertir. Apenas vai precisar de muito planejamento e paciência.  Se preparando para uma noite divertida? Faça escolhas mais saudáveis na hora do almoço: muita salada, legumes e uma proteína magra, em vez de chamar uma tele-entrega de comida chinesa, por exemplo. Assim você consegue manter a ingestão de calorias para o dia dentro do controle.

2. Fique atento as porções – Um pastel de queijo pode ter 320 calorias. Uma coxinha de frango frita, 283 calorias. E um mix nozes que é tão saudável: tem 178 calorias por porção de 30g. Para não se perder, a dica dos nutricionistas é separar num prato aquilo que você vai comer durante o happy hour todo. E só!

3. Escolha bebidas de baixo teor calórico - Um copo de vodka com energético tem 230 calorias, mas um taça de vinho tem em média 100 calorias. Se você não troca sua caipirinha por nada, troque pelo menos o açúcar pelo adoçante. E se possível evite a cervejinha! Ela tem glúten e vai deixar você inchadaE lembre-se: qualquer bebida alcoólica tende a aumentar seu apetite, devido a redução do nível de glicose no sangue.

Uma dica para quem gosta de caipirinha é pedir um copo extra de gelo. Beba e coloque uma pedrinha. Outro gole e outra pedrinha. Assim você dilui o álcool, as calorias e a caipirinha estará sempre geladinha! ;-)

4. Alterne Bebida alcoólica e água –  Bebida alcoólica desidrata, por isso, beba um copo de água de vez em quando. Vai ajudar tanto na desidratação, quanto no controle do apetite!

5. Devagar na comida e na bebida – Saboreie devagar e não deixe o pessoal ficar enchendo o seu copo toda hora. Ahh… E tenha um chiclete por perto para quando seu pratinho de quitutes acabar. #tridentsalvadieta

Viu, só? Dá pra ter um happy hour mais saudável e menos vilão, sim! Aproveite!

07

Dec

Substituições saudáveis: Arroz X Quinoa

A luta contra o peso foi uma constante na minha vida. Dieta era sinônimo de privação, fome, mau humor. Contar pontos, cortar carboidratos, só ingerir líquidos ou proteínas são métodos que podem até emagrecer, mas não podem durar para sempre. E eu só emagreci – ainda que devagar – mas de forma consistente, quando eu entendi que eu não precisava de dieta, mas de um novo estilo de vida.

Quando comecei minha reeducação alimentar, um dos primeiros passos que tomei, foi o de me informar a respeito de produtos que eu poderia consumir no lugar dos meus antigos hábitos. Substituições saudáveis e mais conscientes. Uma dessas descobertas foi a Quinoa (ou Quinua). Essa semente vinda lá dos Andes é consumida há mais de 6 mil anos pelos povos da região. E por que só agora estamos sendo apresentados? Porque após a colonização européia, alimentos como a quinoa e o amaranto foram substituídos pelo trigo, arroz e cevada. Ahh! Se eles soubessem…

Ao contrário dos espanhóis eu substituí o arroz pela quinua.

Não se engane: a quinoa não é um cereal e sim uma SEMENTE. Ela é da turma dos pseudocereais e é prima do espinafre! Além de ser ótima fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico (aquele que demora mais para ser digerido), ela contém TODOS os aminoácidos essenciais que nosso corpo não fabrica. O que é isso? Acompanha o raciocínio:

Os aminoácidos são as composições mais básicas da proteína. E a proteína é um dos componentes mais importantes do nosso organismo. As proteínas de que o corpo precisa são compostas de 20 aminoácidos diferentes, mas nem todos são fabricados pelo nosso organismo. Os chamados aminoácidos essenciais são aqueles que precisamos incluir na nossa dieta.

É o caso da lisina, aminoácido que ajuda a fortalecer a imunidade, da metionina, que auxilia no combate ao colesterol  e do triptofano, essencial na produção da serotoninaMeio copo de quinua ainda representa 48% da nossa necessidade diária de mangnésio. Além disso, o grão é rico em fibras: cerca de 5g contra 0,6g do arroz branco.

Porém, esse produto ainda é caro no Brasil. Grande parte da quinua consumida aqui é importada. Mas fique tranquilo: um copinho do grão rende MUITO. Aqui em casa é o suficiente para duas pessoas comerem. Um prato cada. Afinal estamos de dieta. ;-)

Além de grão, ela pode ser encontrado das seguintes formas:  FARINHA e FLOCOS. Apesar de não haver diferença nutricional entre os três tipos, prefira o grão, pois ele não sofreu nenhum tipo de processamento.

  • GRÃOS — basta cozinhar em água já fervente, no fogo baixo, por 15 minutos. Cozido, dura até três dias na geladeira. Com ele eu faço risotos, saladas, abobrinha recheada e quando frio dá até pra misturar com frutas! (Já já vou preparar umas receitinhas para dividir com vocês). Ele tem um gostinho que me lembra nozes, mas bem de leve e mesmo quando cozido, o grão se mantém firmezinho.
  • FLOCOS — pode colocar em sopas, no iogurte, na salada de frutas ou em sucos;
  • FARINHA — pode servir como base para pães, biscoitos, macarrão etc substituindo a farinha branca. E o melhor: a quinua não tem GLÚTEN, excelente opção para os celíacos!
Ps: você também já encontra alguns produtos industrializados com quinua, como massas e barrinhas de cereais.

06

Dec